Pesquisando por: tomate

Bolonhesa de peru com “esparguete” de courgette

Tenho andado a brincar com “imitações”, versões paleo de pratos convencionais. Devo dizer que este prato foi um SUCESSO!! Deliciosoooo

Fonte: “semaditivos”

Receita do Pesto.

Bolonhesa

  • 500g ‏carne de peru picada
  • 1/2 ‏chouriço aos pedaços
  • 2 ‏latas de tomate em pedaços (2x400g)
  • 2 colheres de sopa ‏polpa de tomate (sem aditivos)
  • ‏manjericão fresco
  • 3 ‏dentes de alho
  • (receita inteira) ‏pesto
  • 1/2 copo ‏vinho branco
  • ‏azeite, sal e pimenta a gosto

Acompanhamento ("esparguete" de courgete)

  • 2 ‏courgetes descascadas e ripadas
  • ‏Não passa de courgete descascada e ripada de modo a parecer esparguete :)

Instruções

  1. Misturar a carne crua com o pesto e temperar com sal e pimenta.
  2. Num tacho refogar em azeite o alho e o manjericão picados em azeite. Juntar o tomate, deixar cozinhar por 15 minutos e ir mexendo regularmente. Triturar com a varinha mágica.
  3. Juntar o vinho branco, a polpa de tomate, a carne e o chouriço. Deixar cozinhar mais 15 minutos.
  4. Apagar o lume, juntar o “esparguete” (não se enganem, é mesmo só a courgete ripada), misturar e tapar 5 minutos.
  5. A courgete fica suficientemente mole só com este bocadinho tapado e surpreendentemente parecida com esparguete!!!

Foto

Bolonhesa de peru com “esparguete” de courgette por "semaditivos"

Bolonhesa de peru com “esparguete” de courgette por “semaditivos”

Bolonhesa de peru com “esparguete” de courgette por "semaditivos"

Bolonhesa de peru com “esparguete” de courgette por “semaditivos”

Salada de salmão fumado com vinagrete

Uma das minhas preferências ao pequeno-almoço é salmão fumado. Está certo que não é propriamente barato, mas é fácil de preparar, é uma excelente proteína, está carregado de gorduras saudáveis e sabe bem!!! Geralmente acompanho com um bocado de salada e fruta, aqui vão algumas ideias.

Sendo esta ‘receita’ para preguiçosos inveterados como eu não vou colocar ingredientes ou preparação, é demasiado fácil. O salmão já vem fumado por isso não existe qualquer necessidade de cozinhar. Como o travo a gordura que tem pode ser um pouco agressivo, costumo regá-lo com umas gotas de limão. Depois é só juntar uns \”verdes\”, seja um resto de espinafres, salada ou tomate (normal, cherrie, chucha, o que quiserem), um fio de azeite e está a andar. Se tiverem um resto de queijo de outra receita (como sabem aconselho os de cabra e o mais naturais possível), cortem-no aos bocados e juntem-no à festa.

Nas fotos temos umas fatias acompanhadas de tomate cherrie e um resto de manjericão fresco com um fio de azeite por cima, na outra umas sobras de salada verde com o salmão por cima, oregãos secos, vinagre de maçã e azeite, duas clementinas para comer a seguir, feito!
Se quiserem dar um gostinho adicional (e tiverem tempo) façam um vinagrete para a salada, qualquer coisa como:

Ingredientes para o vinagrete

  • 3 colheres de sopa ‏azeite
  • 1 colher de sopa ‏sumo de limão
  • 1 colher de sopa ‏vinagre de maçã
  • 1 colher de sobremesa ‏mel
  • ‏ervas secas
  • 1 raspa ‏gengibre fresco
  • ‏sal e pimenta a gosto

Vamos acabar com umas dicas sobre comprar salmão. Isto vem da minha experiência e do meu gosto pessoal. Vou só falar dos mais ‘baratuchos’, se entrarem no mercado gourmet têm salmão fenomenal, mas a minha carteira não suporta isso. O melhor para mim é o marca branca Continente, mas não é barato e só compro quando apanho uma promoção. Os do Pingo Doce e Jumbo são demasiado gordurosos para o meu gosto. A melhor qualidade/preço está no salmão do Aldi e do Lidl a meu ver.

Aí está, não é propriamente uma receita, mas serve para vocês se orientarem melhor! Bom pequeno-almoço 😉

Fonte: “semaditivos”

Instruções

  1. Misturar tudo com garfo até ficar uniforme e temperar o salmão e a salada com esta maravilha. Se tiverem uma salada maior dobrem a receita.

Foto Salmão com tomate e queijo feta

Salmão com tomate e queijo feta

Salmão com tomate e queijo feta

Sopa rica do mar

Uma sopinha de sonho, não é barata de fazer… mas se fosse não se chamava rica 😀
Quem me conhece, sabe que sopa não é comigo… Desde pequenino que sempre torci o nariz a qualquer tipo de sopa. Mas esta sopa meus amigos, é mesmo qualquer coisa DIVINAL!!!

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • 1 ‏cebola picada
  • 4 ‏dentes de alho picados
  • 1 ‏lata de tomate aos pedaços (sem açúcar)
  • 3 ‏cenouras pequenas descascadas e aos bocados
  • 3 ‏chuchus descascados e aos bocados
  • 1 ‏courgette grande descascada e aos bocados
  • 500g ‏pescada (pode ser congelada)
  • 100g ‏berbigão (sem casca, congelado)
  • 500g ‏camarão congelado (à séria ou só o miolo)
  • ‏pitada de paprika
  • 1 ‏piri-piri seco (jindungo)
  • ‏sal e pimenta a gosto
  • ‏coentros frescos (para servir)

Instruções

  1. Cozer a pescada e reservar a água. Se fizerem com camarão “a sério”, cozam ao mesmo tempo que a pescada (cerca de 10 minutos) num tacho à parte, com um pouco de sal e um jindungo desfeito. Reservar a água no final também.
  2. Fazer um refogado com o azeite, cebola e alho. Adicionar o tomate e cozinhar 2 minutos. Juntar as cenouras, os chuchus, a courgete, a malagueta, sal, pimenta, paprika. Cobrir os vegetais com ½ da água da pescada e ½ do camarão (ou só da pescada se utilizarem miolo de camarão) e cozer por cerca de 20 minutos.
  3. Triturar tudo e se necessário adicionar mais água de cozedura até alcançar a consistência de um creme. Juntar a pescada desfiada, o berbigão e os camarões (descascados por vocês ou miolo) e deixar cozinhar mais 5 minutos.
  4. Empratar e decorar com os coentros!
  5. Agora já sabem, nada de croutons!!! Se vos fizer mesmo falta tostem umas amêndoas laminadas numa frigideira pequena para dar aquele crunchie 😉

Foto

Sopa rica do mar

Sopa rica do mar

Frigideira de vegetais com peru

Esta é para os preguiçosos, estamos juntos. Eu almoço quase sempre em casa mas o tempo não é muito, por isso esta acaba por ser uma das minhas receitas preferidas. Prática, fácil e sabe sempre bem! DELICIOSO!!

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • 2 ‏dentes de alho
  • 1 ‏jindungo
  • 50g ‏tomate seco
  • 150g ‏bacon em pedaços
  • 2 ‏bifes de peru
  • saco ‏vegetais variados para sopa
  • ‏sal e azeite a gosto

Instruções

  1. Ora bem, podiam cortar o alho, o jindungo e o tomate seco? Claro que sim… mas eu meto tudo no processador e siga para a frigideira com o bacon e um pouco de azeite a refogar.
  2. Vamos cortar os bifes aos bocados? Pois… peçam logo ao senhor do talho para cortar “tipo Strogonoff ó faz favor”. Assim que o refogado estiver, juntar o peru e temperar com sal.
  3. E os vegetaizinhos? Descascar, cortar, lavar… ou então um saco de vegetais pré-cortados para sopas (não é o que vamos fazer com eles mas os senhores do supermercado não têm de saber). Colocar tudo na frigideira quando o peru estiver cozinhado, tapar e deixar cozinhar 3 a 5 minutos.
  4. Destapar, mexer, tapar mais 3 a 5 minutos e está pronto. Se acharem que ainda estão rijos deixem cozinhar mais um pouco, já sem tampa para que evapore um pouco da água dos vegetais.
  5. Agora é só por num tabuleiro e ligar a TV, a loiça que se lave sozinha!

Foto

Frigideira de vegetais com peru

Frigideira de vegetais com peru

Salmão grelhado com vegetais a vapor e salada

Não que seja preciso grande receita para este prato mas aí vai na mesma!!! Esta é mesmo comida típica de dieta… mas faz muito bem e é deliciosa 🙂

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • 2 ‏postas de salmão para grelhar
  • 1 molho ‏feijão verde
  • 2 ‏cenouras
  • ‏alface
  • ‏tomate
  • ‏sal, azeite e vinagre

Instruções

  1. Num grelhador cozinhar o peixe temperado com sal.
  2. Cozer a vapor as cenouras descascadas e cortadas e o feijão verde já arranjado durante 15 minutos. (Eu fiz na Bimby e durou 35 mins)
  3. À parte fazer uma salada simples de alface e tomate.
  4. Temperar com azeite e vinagre a gosto, nada mais fácil!

Foto

Salmão grelhado com vegetais a vapor e salada

Salmão grelhado com vegetais a vapor e salada

Moqueca de camarão

Uma das minhas receitas de peixe preferidas e perfeita para o Inverno, embora tenha feito no Verão sabe igualmente bem… para além de que tem um nome exótico… o que faz sempre boa figura!!!

Nota: Se forem os felizes proprietários de uma Bimby basta seguirem a receita “Moqueca de camarão” deles, substituir o caldo de camarão por 1 concha e 1/2 da água de cozedura dos bichos( ou um pouco de fumet se tiverem feito) e fazer o acompanhamento com a couve flor… o resto dos comuns mortais mãos à obra 😉

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • 500g ‏camarão congelado (de preferência com casca para se usar parte da água de cozedura)
  • 400g ‏lombos de pescada ( eu usei congelada)
  • 1 ‏cebola
  • 2 ‏dentes de alho
  • 1 ‏pimento verde
  • 200g ‏polpa de tomate (sem aditivos)
  • 50g ‏azeite
  • 200g ‏leite de coco
  • 2 ‏piri-piri seco (gindungo)
  • ‏sal a gosto
  • 2 a 3 colheres de sopa ‏coentros e salsa frescos

Acompanhamento ("arroz" de couve flor):

  • 1 ‏couve-flor
  • ‏Não passa de uma couve flor picada de modo a parecer arroz :)

Instruções

  1. Colocar uma panela de água ao lume com sal e 1 gindungo para cozer o camarão. A água deve ser suficiente para os cobrir. Deixar levantar fervura e cozinhar cerca de 3 a 5 minutos. No final retirar os camarões, deixar arrefecer e reservar a água da cozedura. Se quiserem podem optar por miolo de camarão congelado e ignorar todo este passo, mas não vão ter água de cozedura para usar mais à frente e a vossa moqueca vai ter muito menos sabor.
  2. Cozer uma couve flor numa panela com água (não deve ser demasiado para que não fique mole) e reservar.
  3. Colocar a cebola, o alho, a salsa, os coentros, 1 gindungo e o pimento cortado em bocados e sem sementes num processador e picar tudo até ficar quase uma pasta. Deitar o preparado num tacho e refogar com azeite. Quando a cebola estiver loura juntar a polpa de tomate e misturar bem. Deixar cozinhar tapado, em lume brando, durante cerca de 5 minutos. Mexer regularmente.
  4. Entretanto ir descascando os camarões.
  5. Juntar o leite de coco, misturar e deixar cozinhar mais 5 minutos. Mexer.
    Colocar o peixe (e os camarões se tiverem optado pelo miolo, neste caso cozinhem 8 minutos e está pronto) e cozinhar outros 5 minutos.
    Se tiverem usado camarão “a sério” juntem-no em conjunto com 1 concha e 1/2 de água da cozedura. Deixar cozinhar mais 3 minutos destapado.
  6. Com uma faca grande picar a couve flor cozida “à bruta” numa tábua… “arroz” feito 😉
  7. Agora é só colocar o “arroz” no fundo do prato e a moqueca por cima! Se sobrar para o dia seguinte melhor, este é daqueles que sabe ainda melhor requentado.

Fotos

Moqueca de camarão

Moqueca de camarão

Moqueca de camarão por "semaditivos"

Moqueca de camarão por “semaditivos”

Tacinhas de ovos à italiana

Decidimos fazer uma experiência saudável para entradas em casa da avó para o almoço de família. Rápida, saudável e deliciosa!

Fonte: “5meninas5sabores”

Ingredientes (para cada dose)

  • 2 colheres de sopa ‏molho de tomate (usámos polpa de compra mas caseiro ficaria ainda melhor)
  • 1 ‏folha de manjericão
  • 1 ‏ovo grande
  • ‏queijo da ilha ralado a gosto

Instruções

  1. Numa tacinha pequena que possa ir ao forno colocar o molho de tomate e a folha de manjericão.
  2. Cobrir com o ovo e o queijo ralado e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante cerca de 15mins até ficar cozinhado.

Fotos

Tacinhas de ovos à italiana por "5meninas5sabores"

Tacinhas de ovos à italiana por “5meninas5sabores”

Tacinhas de ovos à italiana por "5meninas5sabores"

Tacinhas de ovos à italiana por “5meninas5sabores”

Salada de emergência com peito de frango

E que tal uma daquelas saladas que se fazem a correr quando não há tempo (ou paciência) para mais? Esta é a minha refeição de emergência, feita com os básicos que tenho sempre na despensa!

Nesta salada os ingredientes podem variar, mas aqui coloco o que aparece na foto.

Se houver um resto de abacaxi no frio, qualquer coisa que achassem que até ficava bem, atirem lá para dentro. Ter sempre em atenção que se deve colocar antes de temperar e as sementes ficam para o fim, mesmo antes de comer. Segue na foto um exemplo com frango assado.

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • ¼ de um saco de cada ‏alface e espinafres
  • 1 ‏cenoura ripada
  • 1/4 ‏nabo ripado
  • 1 ‏maçã
  • 1 ‏tomate
  • ‏azeitonas a gosto
  • ‏sal e pimenta a gosto
  • ‏ervas secas a gosto
  • ‏azeite e vinagre de maçã a gosto
  • 3 colheres de sopa ‏sementes de abóbora, sésamo e girassol
  • ‏1 lata de cavala, atum ou sardinha em azeite ou água, nada de óleo vegetal, ou um resto de peito de frango assado por exemplo

Instruções

  1. Colocar os verdes numa saladeira, ripar a cenoura e o nabo lá para dentro, descaroçar e cortar a maçã ao meio e juntar.
  2. Escorrer o enlatado ou cortar o peitinho de frango e lá para dentro com umas quantas azeitonas.
  3. Temperar com o sal, pimenta, ervas, azeite e vinagre e misturar tudo bem.
  4. Colocar as sementes numa frigideira sem adicionar qualquer tipo de gordura e aquecer em lume brando até começarem a “estalar”. Colocar por cima da salada e atacar.

Foto

Salada de emergência com peito de frango

Salada de emergência com peito de frango

Empadão de peru

Esta é mais uma daquelas receitas que nem provando se percebe que não estamos a comer um empadão comum. É porreira para um jantar de amigos e conseguem por a malta a comer Paleo sem dar conta! ?

Eu cá gosto bastante desta receita até porque se aguenta bem no frio e dá para uma série de refeições durante a semana. Também pode ser congelada e é excelente para por numa marmita e aquecer no microondas. Vamos lá…

Fonte: “semaditivos”

Puré

  • 2 ‏couves-flor
  • 100ml ‏leite de coco
  • ‏noz moscada a gosto
  • 1 ‏gema de ovo (só para o final)

Cozer a couve flor numa panela com sal durante 10 a 15 minutos. Escorrer e triturar até criar um puré. Adicionar a noz moscada e misturar o leite de coco até ter a consistência certa.

Carne

  • 400g ‏carne de peru picada
  • 150g ‏bacon ou chouriço aos pedaços ou picado
  • 2 ‏cenouras em pedaços pequenos
  • 2 ‏dentes de alho picados
  • 1 ‏cebola picada
  • 200g ‏tomate aos pedaços (lata)
  • ‏azeite, sal e pimenta a gosto

Instruções

  1. Fazer um refogado com o alho, azeite, cebola, cenoura e o bacon ou chouriço.
  2. Assim que estiver refogado adicionar a carne, tomate, pimenta e deixar cozinhar cerca de 15 minutos até estar pronta.
  3. Se a carne tiver criado muito líquido é conveniente escorrer para não “empapar” o empadão.
  4. Colocar uma camada de puré num pirex, colocar a carne e cobrir com o resto do puré, pincelar com uma gema de ovo e levar ao forno durante 5 minutos a 170* até ficar dourado. Dig in!

Hambúrgueres caseiros

Assim de repente parece um bocado parvo “no talho já há hambúrgueres feitos”!!! Pois há, mas agora imaginem que o bicho já vem temperadinho por dentro… e que sabemos exactamente do que são feitos! Da minha parte não tenho dúvidas, vai passar a ser regra.

Alguns talhos usam pão ralado para aglutinar, outros usam os piores restos de carne e gordura. Quando é para fazer em casa eu escolho uma peça de vaca ou uns bifes de peru e peço para picar na hora, assim sei o que levo comigo.

Fonte: “semaditivos”

Ingredientes

  • 800g ‏carne de vaca ou peru picada (aqui usei vaca)
  • 2 colheres de sopa ‏polpa de tomate
  • 1 colher de chá ‏vinagre de maçã
  • 1 colher de chá ‏mostarda de Dijon (olhem para os ingredientes... sem açúcar)
  • 1 ‏pitada de sal
  • 2 ‏dentes de alho
  • 1 colher de chá ‏paprika
  • ‏pimenta a gosto

Instruções

  1. Começamos por picar o alho (tábua grande e faca grande, vamos embora).
  2. Colocamos a carne numa tigela grande (tipo saladeira) e juntamos todos os ingredientes.
  3. Agora é a parte divertida, lavem bem as mãos que está na hora de “amassar” a carne em conjunto com os condimentos.
  4. Quando estiver bem misturado, vão retirando bocados, façam uma bola nas mãos e espalmem numa tábua de cortar fazendo os hambúrgueres do tamanho que preferirem.
  5. Quando estiverem todos feitos coloquem numa travessa, envolvam em película aderente e levem ao frigorífico de 1 a 12 horas.
  6. Depois ou saltam directo para a frigideira com um pouco de azeite, ou seguem para o congelador. No congelador tenham o cuidado de os empilhar com um pedaço de película aderente entre eles, senão vão ficar outra vez com um bloco de carne picada quando tentarem descongelar.
  7. Podem acompanhar com um pouco de salada e fruta chips de batata doce, ou fazer um pão paleo e tentar um Big MacPaleo. 😀

Foto

13501677_1126133247409814_5827919232955009358_n